Vinte anos essa tarde

Em 1996 eu estava estava trabalhando como webmaster e dando aulas de informática na TCA Informática quando fui dar aula para uma turma de crianças. Aí, quando fui mostrar para a criançada como se fazia buscas na Internet (afinal “na Internet tem sobre tudo”) uma das crianças pediu por Mamonas Assassinas. Aí fui procurar em tudo que era ferramenta de busca da época (eram tempos pré-Google) e nada. Foi ai que a criançada ficou rindo da minha cara, a ponto de soltar uma ironia:

– Mas não tem de tudo na Internet?

Pois é, isso acabou rendendo e para evitar de passar vergonha de novo eis que no dia 13/02 foi pro ar a primeira página sobre os Mamonas na Internet, feito por esse que vos tecla. Na verdade era um site feito com todo o conteúdo que eu consegui encontrar sobre a banda nas bancas de Taquara. Eu já tinha visto eles na TV, achava as músicas engraçadas mas nunca tinha corrido atrás.

E então em menos de um mês eis que acordo no domingo depois do almoço (afinal a noitada de sábado foi boa) e o meu pai mostra na TV: “os Mamonas morreram”. Aí o negócio foi pegar minha bicicleta, atravessar metade de Taquara e mudar a capa do site para uma mamona chorando sobre um fundo preto.

Nunca fiz um printscreen dessa capa. Chegou a sair em uma revista mas eu mesmo não tenho essa imagem. E até mesmo os originais do site eu consegui perder num HD que baleou. De qualquer maneira existe o Wayback Machine do WebArchive que permitiu que eu recuperasse a página e pudesse prestar esse pequeno tributo ao dia em que eles se foram, há exatos 20 anos.

mamonas

Tudo na vida tem uma hora que chega…

Quando eu era criança eu achava que era adotado. Sim, afinal meu pai usava óculos,minha mãe usava óculos, minha irmã usava óculos, todo mundo em casa usava óculos menos eu! Como? Assim, eu ficava olhando eles com suas lentes e armações e ficava me perguntando se eu realmente fazia parte daquela família.

E aí o tempo passa, a gente cresce, vê que aquele sentimento é uma grande bobagem e dá graças a Deus por ter a vista perfeita. Tão perfeita que consegue ler a distâncias enormes, quase um gavião. Mas tem um detalhe: esse mesmo tempo que nos faz perceber como nosso corpo funciona é o tempo que faz com que nosso corpo deteriore. Essa decadência pode ser lenta, pode ser longa, mas um dia chega.

E aí, os olhos cansam, coisas que estão ali pertinho, letras pequenas, etc ficam borradas, e você vai forçando a vista e quando vê as coisas que estão longe também ficam borradas. Aí não tem mais jeito, você é obrigado a entrar na família dos 4 olhos. Ou, no meu caso, na família Pilger de vez.

12109264_10153678244621499_2021145008545681446_n

( E óculos multifocal é uma viagem de ácido! Que coisa mais estranha… Caminhei sobre ovos hoje na rua. )

A verdadeira vergonha

Pessoal, vamos lembrar do que o B-Negão disse, de que devemos “priorizar as prioridades, cumpadi”.

Assim, o que aconteceu de realmente vergonhoso em Minas Gerais não foi derrota de goleada do Brasil para a Alemanha. Não foi isso. O que foi vergonhoso mesmo, de querer sumir do mapa, foi ver um viaduto super faturado que caiu sobre a população. Afinal, o que falhou no campo de futebol foi um time de jogadores de futebol, agora o que falhou no caso do viaduto foi algo muito, mas muito maior.

Falhou o político, o administrador público, o engenheiro, o contador, o mestre de obras, todo o pessoal que trabalhou na construção do viaduto e os responsáveis pela fiscalização das obras, formando assim uma amostra muito mais completa da população brasileiro. Essa é a pior vergonha, a de ver que no Brasil um esforço coletivo sucumbe em função da ganância, do lucro, dos dividendos políticos. Voltando ao B-Negão: “O nosso maior inimigo somos nós mesmos”.

Isso sim é de se ter vergonha. No mais um jogo é só um jogo, não mata ninguém.

Revisando metas

Pois hoje recebi um email do site da Dieta Dukan dizendo que eu poderia recalcular meu peso. Levando em conta que quando eu fiz pela primeira vez eu chutei valores (como o meu peso médio como adulto, por exemplo), fui lá e refiz a conta. O resultado foi esse:

dukan-recalculo
Como se pode perceber, são 9 quilos a menos que o considerado ideal anteriormente:

dukan-recalculo
Sinceramente? Acho que essa meta tem muito mais sentido que a anterior, visto que com 87,3 eu ficaria com um IMC de 29,9, que é o limite entre o sobrepeso e a obesidade. Com 78,9 kg eu fico com um IMC de 27,0. Ainda é sobrepeso, mas com uma boa distância da obesidade. E vale lembrar que já passei dos 40, de forma que nem em sonho vou ter um corpo de adolescente.

Então é isso: já se foram 27 kg desde dezembro do ano passado, e agora a meta é perder mais 25 kg até novembro. Como se pode ver pelo gráfico abaixo, até que a caminhada está indo bem…
20140527-evolucaodukan

Só para constar…

Atualização de status: me pesei hoje e estou com 105,6 kg. Ou seja: desde o dia 09/12/13 já foram 25 quilos. :-)

E o interessante é que com isso estou com o mesmo peso que eu tinha em 30/09/2001. O interessante é que na ocasião eu resolvi fazer uma dieta extremamente restritiva, que fez com que eu perdesse em 5 semanas 12 quilos. Bom, né? Não, não foi bom. Eu estava com alteração de humor, cansaço e outros problemas, além de que não aguentava mais as restrições alimentares. Assim, quando entrei em depressão por conta do fim de um relacionamento, rapidinho recuperei tudo além de ganhar um pouco mais.

Bem, não digo que estou imune ao efeito-sanfona, mas o caso é que dessa vez não estou me restringindo. Confesso que há algo de magia negra no fato de eu ir a uma churrascaria, me empanturrar de carne e no dia seguinte ao me pesar ver que me mantenho com o mesmo peso (isso quando não perco peso). Não tenho passado nada de fome, tenho feito quebras nas dieta que não a comprometem e que acabam com aquela ansiedade que eu já vivi em n dietas. Fico olhando o histórico aqui do blog na época que fiz a minha dieta mais radical e fico pensando em como eu conseguia me manter em pé. Muito, mas muito absurdo.

Picaretagem pouca é bobagem

Há dias tenho recebido ligações do número 021 980500034. No que eu atendia a ligação caia. Bem, agora a pouco atendi e ouvi uma atendente se identificando como sendo da TIM, dizendo que precisava repassar uma informação e que para isso era necessário confirmar alguns dados (no caso nome completo e data de nascimento). Eu me recusei a passar esses dados, e pedi uma prova de que era realmente a TIM me ligando. A atendente se ofereceu para repassar os 3 primeiros números do meu CPF e eu respondi que isso não era uma prova de que o número que estava ligando era da TIM. Ela então me repassou o número 0800 8882373, dizendo que ali eu poderia confirmar que a ligação era da operadora. Disse que preferia receber um email da TIM confirmando, mas ela respondeu que isto estava fora do procedimento padrão e que, caso fosse verificado que não houve ligação para o número em questão eles retornariam as ligações. Assim, liguei então para o número em questão e fui atendido por um sistema automático, que pediu para que eu entrasse com o meu CPF para poder iniciar o atendimento.

Foi nessa hora que eu desliguei e liguei para o *144, número que consta da página da TIM como sendo o número oficial de contato. Ali, conversando com a atendente, que não pediu nome completo, CPF, nada do gênero, verifiquei com a atendente que os números em questão não tem ligação com a TIM. Pois é…

Agora, o que me chama a atenção é que eles tinham dados como nome completo, data de nascimento e CPF. Isso associado ao número do meu telefone. Como assim? Onde esse povo obtém esses dados? De qualquer maneira fica a dica: se alguém ligar para você e pedir para confirmar dados se recuse. Peça para quem está ligando um modo de confirmar que realmente é quem diz e aí acesse o site da empresa para ver pelos canais oficiais de comunicação se esse meio de confirmação é quente. Você vai perder um pouco de tempo com isso? Vai, mas pelo menos ajuda a atrapalhar o golpe desses picaretas.

É tudo divino e maravilhoso

Cheguei hoje a um peso inferior a 117 kg. Com isso o meu IMC está menor que 40, de forma que digo mais uma vez “Adeus obesidade mórbida!”. E espero que dessa vez o adeus seja definitivo.

Há questão de 2 anos e meio já tinha falado isso, antes de ir para Brasília. Contudo uma série de fatores fez com que eu, após voltar de lá, não só acabasse engordando novamente até os 120 quilos “perdidos” (por favor, não venham com neurolinguística para cima de mim dizendo que não “se deve dizer que o peso foi perdido, pois o que foi perdido queremos recuperar”; quem nunca passou por um regime não tem idéia de quão chato é ouvir esse discurso…) como acabasse chegando na marca absurda de 130 quilos que eu estava no começo de dezembro!

Assim, lá vou eu para a próxima meta, que é sair da obesidade severa. Pela minha altura (1m71) isso vai ocorrer quando eu chegar nos 102 quilos. Então vamos lá, levando na bagagem a lição aprendida em 2013: que eu tenho que estar atento e forte.

Agitando no Jardim Lutzenberger

Acabo de chegar do lançamento do segundo número da revista J’Adore, que ocorreu no Jardim Lutzenberger, na Casa de Cultura Mario Quintana. Fui lá discotecar, naquele espaço sensacional no centro de Porto Alegre :-) Assim, segue abaixo o setlist:

  • Björk – Human Behaviour (Underworld Mix)
  • Janis Joplin vs Medicine Head – Mercedes Benz (Extended Remix Version)
  • Gill Scott-Heron – Racetrack in France (Spinello’s Spirit of the Chi Rub)
  • Beirut – Elephant Gun (DJ Ziller Remix)
  • Baiana System – Terapia
  • Vaky – African Children Choir (Djembe Remix)
  • Indian Grooveland – La Danza De O Buaie (Bside Remix)
  • Santana – Black Magic Woman (Deejay Theory Edit)
  • Tom Zé – Jimmy Renda Se (Eve & Tom RMX)
  • Samba de Coco Raízes de Arcoverde – Ê Boi (Maga Bo Remix)
  • Gorillaz – Stylo
  • Wax Tailor – Positively inclined (feat. M.Quaisse & A.S.M)
  • M. Takara 3 – Rei Da Cocada
  • Elza Soares – Hoje É Dia De Festa
  • Maga Bo (feat. Rosângela Macedo and Marcelo Yuka) –  No Balanço da Canoa
  • Vanessa Da Mata – Eu Sou Neguinha (Coimbra & Ramilson Maia Remix)
  • Gero Camilo – Vai Desabar (DJ Vinicius Leão Remix)
  • Buraka Som Sistema (ft. Karol Conka) – Bota
  • M4J – Capoeira
  • Criolo – Bogotá ( Lizzie Remix )
  • Wado – Jejum & Cavaleiro de aruanda
  • Samim – Heater

Uma reclamação só: é impressionante como tem gente que não se toca de que tu tá ali, selecionando as músicas, esperando o momento certo para começar a tocar elas, e do nada chega essas pessoas pedem informações nada a ver, ou reclamam de algo que tu só se pergunta “o que é que eu tenho a ver com isso?”. E o mais surpreendente: chegam bem na hora que você vai trocar de música, que precisa se concentrar. É cada um…

Discotecagem no Largo

Fui convidado a fazer uma discotecagem no Largo Zumbi dos Palmares no dia 03/01, aproveitando o fato de que não havia absolutamente nada para se fazer em Porto Alegre. Já que na noite de Porto Alegre estão aparecendo várias festas relâmpago, na rua, simbora e façamos a nossa. Do it yourself na veia 😉

E como já fazia um tempinho desde a última vez que coloquei som para muita gente, confesso que fiquei meio apreensivo. Mas tudo correu bem, várias pessoas gostaram e se divertiram :-) Segue o setlist:

  • Tom Zé – Jimmy Renda Se (Eve & Tom RMX)
  • M. Takara 3 – Rei da Cocada
  • Vanessa da Mata – Eu Sou Neguinha (Coimbra & Remilson Maia Remix)
  • Samba de Côco Raizes de Arcoverde – Ê Boi (Maga Bo Remix)
  • Sonido Guay Neñe – Oye Mi Negra (Copia Doble Systema Remix)
  • Balkan Beat Box (feat. Victoria Hanna) – Adir Aldrim
  • Elza Soares – Two Tac
  • Baiana System – Terapia
  • Yapla! – Cegre
  • Maria Bethânia – Ê Senhora (DJ Zé Pedro Remix)
  • Buraka Som Sistema (feat. Karok Conka) – Bota
  • Meshell Ndegocello & Yerba B – Gentlemen
  • Gilberto Gil & Jorge Ben – Taj Mahal (Psicosamples Ilegal Remix)
  • Thalma de Freitas – Tranquilo (DJ Zé Pedro Remix)
  • Mestre Verequete vs DJ Waldo Squash – Sereia (Carimboton)
  • Orihuela MSS – Cumbia Amalucan (Tribilin Sound Remix)

Que puxa…

Há 3 semanas tive uma derrota moral: tive que ir comprar roupas em uma loja para tamanhos especiais. Sim, roupas para quem está muito, mas muito gordo, gordo de uma forma que nunca estive antes. Gordo a ponto de temer pela própria vida e lembrar o que eu escrevi isso no primeiro post desse blog em 2001:

Que fique anotado: estou com 1m71 e 96kg e essa situação tem que mudar. Estou praticamente entrando na casa dos 30 e até hoje não me preocupei em tornar-me uma pessoa mais saudável.

Isso foi há 12 anos, e o que aconteceu de lá para cá? Mantive minha altura, mas em compensação consegui ultrapassar os 130 kgs. Sim, em vez de ter perdido aquele excedente de 16 quilos que eu tinha para a minha altura na época o que eu fiz foi engordar  de forma absurda. Como isso?

Não é fácil responder. É meio que uma mistura de relaxamento da minha parte, stress por conta das pressões do meu trabalho, médicos onde não pude continuar com o tratamento por problemas financeiros, depressão, médicos que me receitaram remédios errados (em vez de perder gordura perdi massa muscular magra) e por aí vai. Não é uma resposta simples, mas de qualquer maneira sinaliza um fato: para mim os anos 00 foram divertidos, mas não deveriam ter sido divertidos na mesa.

E agora? O que fazer? Depois de comprar aquelas roupas me senti elegante, porém com aquela sensação de que eu estava tapando o sol com uma peneira. Eu não deveria me sentir elegante, eu estou longe de estar elegante, eu estou na verdade em uma condição perigosa que não afeta só o meu visual mas sobretudo a minha saúde, eu tenho que fazer alguma coisa para mudar isso.

E resolvi fazer algo. Já consultei vários médicos, já recebi dietas e mais dietas (acompanhadas ou não de remédios) e me recuso a uma medida extrema do tipo tirar uma parte do meu estômago. Assim, seguindo a sugestão de conhecidos, resolvi aproveitar o fato de que não gosto muito de massas e congêneres e resolvi adotar uma dieta low-carb, no caso a Dieta Dukan. E por que justo essa? Basicamente porque ela tem dois pontos que achei interessante:

  1. tirando uma fase inicial de poucos dias não busca emagrecer rapidamente, mas sim ser um processo constante até chegar no peso ideal;
  2. uma vez chegado no peso ideal ele não acaba, mas prossegue até a consolidação desse peso, evitando assim o efeito sanfona.

Além disso, há outros aspectos que eu gosto, tipo não ser muito tolerante com gorduras (como é o caso da dieta paleolítica) e não restringir a quantidade de alimentos.

Então, decidida a dieta, calculei qual seria o meu peso ideal (87 kg, o que daria um IMC acima do peso), o tempo que levaria para chegar até ele e o resultado foi esse:

dukan-crp

Sim, 731 dias. Olhei para isso e nada me restou a fazer do que dar um suspiro e dizer “é, não tem jeito…”. Afinal, se eu não levar em conta o período de consolidação o que vai acontecer é o que aconteceu nesses 12 anos de dietas recomeçadas: o efeito sanfona vai ser mais forte e meses após algum regime vou constatar que estou mais gordo do que antes.

E agora é dia 17/12. Já passei pela fase de ataque, onde fui de 130 para 125,6 quilos e já estou na fase de cruzeiro. Tenho uma caminhada longa pela frente, e os primeiros passos já foram dados.