Comércio eletrônico

Tá sozinho na vida? Sem companhia? Querendo casar? Pois então, eis a solução dos seus problemas: compre uma filha!

Marry Our Daughter is an introduction service assisting those following the Biblical tradition of arranging marriages for their daughters.

Those who wish to list their Daughters with our site should click on SIGN UP OUR DAUGHTER on our main page for a form to fill out.

Those who wish to propose to a specific Daughter should click on the PROPOSE button on the Daughter’s INFO CARD.

A venda mais bizara que eu achei foi essa:

Courtney P.
Age: 13,
Location: South
Bride Price: $49,995

Courtney’s grandmother married at 13, her mother married at 13, and Courtney has decided she wants to keep the tradition going. She would prefer to stay close to her large extended southern family and loves farm or at least rural life. She got an A in Home Ec. and has read up on what else would be expected of her as a wife and is looking forward to it.

E tem até pechincha!

Anna R .
Age: 17 ½,
Location: Northeast

Bride Price: $3,995

Anna R. has been living with foster families since she was 5 and is a bit rough around the edges but is basically a good girl. When she turns 18 she will age out of the foster system and will have to move out and is looking for a kind and caring man to look after her needs while she looks after his.

A humanidade é algo, não? Na real na real espero que esse site aí seja uma piada…

Update: sim, de fato só pode ser piada. Fazia tempo que não me divertia tanto com um site. 😀

Update II: sim, é realmente uma piada. :-)

Uma lista sobre tudo e um pouco mais

Se há algo que eu gosto na Internet são listas de discussão. Adoro. Faço parte de boas listas, onde aprendo um bocado, me divirto um tanto, troco informações pertinentes, etc. Contudo, tenho visto que há atualmente nas listas uma preocupação de serem muito focadas em um determinado assunto, em ter uma preocupação muito grande com uma área qualquer do conhecimento… Assim sendo, resolvi fazer uma brincadeira: uma lista de off-topics, onde se pode falar de tudo que é possível e imaginável, de cultura pop a tecnologia passando pela sociologia do futebol caindo na biologia marítima, temperado sobre considerações acerca da última garota que está no poster central da Playboy. Uma lista quase que renascentista, para curiosos em geral, que gostam de falar sobre tudo que parece interessante.

Assim sendo, eis o convite para os interessados participarem do Resposta 42, uma lista de discussão sobre a vida, Universo e tudo mais, onde vale de tudo excetuando, obviamente, o spam e o flamewar.


Google Groups
Inscreva-se em Resposta 42
Email:
Visite este grupo

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa…

Convergência Digital: Cadê o conversor baratinho?

Nesta quarta-feira (05/09) a Telavo – que fechou parceria com a indiana Encore – apresenta ao ministro das Comunicações Hélio Costa, dois modelos de conversores para TV Digital.

Um na casa dos R$ 220,00; supostamente para atender ao povão. Mas que não prevê a recepção em alta definição e só atende aos televisores de 14 polegadas. O outro, mais caro, na casa dos R$ 550, atenderia aos interesses das classes sociais mais elevadas. Portanto, essa parceria não produziu milagres em relação aos preços previstos por outros fabricantes.

Na atual conjuntura, o povão só terá TV em alta definição por meio de conversores caros. Não existe almoço de graça e nem milagre. Para fabricante baixar o preço, só se a carga tributária incidente também cair. As empresas já recebem incentivos fiscais do governo em Manaus. Fora deste Pólo Industrial, não. Sem contar o ICMS, que dependendo do Estado, chega a ser quase um confisco.

Ou seja: não, o Encore Mobilis não é o dispositivo de 200 reais

Comunicado

Pois é, os eventuais leitores que assinam o RSS desse blog a mais de um ano devem ter reparado que eu não falei nada sobre o BlogDay, ao contrário de anos anteriores. O caso é o seguinte: vendo esse auê em cima dos blogs, que a blogosfera não faz nada mais do que ficar olhando próprio umbigo, resolvi: não vou mais comentar sobre a blogosfera aqui. Links para outros blogs? Só se estiver comentando sobre algo que saiu num post em outro blog, post esse que de forma alguma será sobre blogs. O mesmo vale para campanhas do Estadão, monetização, virais, credibilidade da informação, nada disso. Se vai haver excessão? Olha, espero que só uma: o anúncio da volta do BlogTchê ao ar. No mais…

E porquê? Por que o assunto já deu o que tinha que dar.

Blogs estão aí, fazem parte de grandes portais, e discutir se eles são confiáveis ou não no fim das contas é irrelevante, se a gente levar em conta que todos os blogs são escritos por pessoas e humanos são seres falhos, contraditórias e que nem sempre cumprem o que prometem. O importante é que nós, como leitores, tenhamos os filtros ligados para poder saber quando ou não levar a sério o que se lê.

Assim sendo bye bye blogosfera. Eu me separo do continente e vou por aí como uma ilha flutuando à deriva dos hypes que por aí aparecem.

Encore Mobilis por 200 reais?

Pois é, parece que o Encore Mobilis a ser vendido no Brasil vai ser mais barato que os 340 reais anunciados anteriormente. Pelo menos é o que dá para tirar dessa notícia publicada no site Observatório do Direito à Comunicação:

Um engenheiro que vem acompanhando o desenvolvimento dos set-top boxes nacionais diz que “a mágica” em relação ao set-top box que a Telavo produzirá com a Encore indiana e com a Teikon, com a promessa de chegar ao mercado por cerca de R$ 200, está no uso do stream de vídeo para receptores móveis e portáteis (sinal 1-SEG). Este é o set-top que está sendo comemorado pelo governo (especialmente pelo ministro Hélio Costa) como referência de preços para a indústria.

Em outras palavras, o receptor de R$ 200 não receberia o sinal em alta definição (HDTV), mas um sinal com menor resolução e maior compressão, destinado aos telefones celulares e outros dispositivos de recepção portátil. A Telavo apresenta na feira um segundo receptor, baseado em tecnologia da ST, que deve chegar ao mercado a preços iguais aos apontados pelos outros fabricantes, ou seja, na casa dos R$ 800.

Das duas uma: ou esse dispositivo aí é o Encore Mobilis ou é uma outra coisa mais simples. Eu aposto que é o Mobilies… Se for, é isso: o Encore não é para ser usado como um receptor de sinal para a TV Digital para ser ligado em uma TV , mas sim como TV portátil mesmo! Bem que eu estava achando estranho essa história dele ser um setup-box…

Mas, enfim, o caso é que já é setembro e o computador já deve estar em produção (aliás uma escola do Distrito Federal já recebeu o equipamento). Vale lembrar que a Polishop já me mandou um email confirmando que vai vender ele. Assim sendo, é questão de esperar.

Mas, duzentos reais… A cada dia que passa essa história tá ficando cada vez melhor!